Segunda-feira, 16 de Outubro de 2006

diário QD

 

 

 coisa nº 3

 

Quando se tem um blog, e se passa algum tempo sem escrevinhar uma linha que seja, fica-se com a sensação de que se deixou escapar algo e já não vai a tempo de o fazer, ou corre o risco de ser-se considerado desactualizado... Bem, desactualizado já eu estou! Portanto... aqui vai!

 

 

A autarquia vilacondense não tem sido notícia pelos melhores motivos. Querelas e arrufos aparte, refiro-me à proposta do Governo para a nova Lei das Finanças Locais, e uma outra que tem a ver com o episodio do encerramento da Urgência Hospitalar de Vila do Conde.

 

 

Quanto à primeira, essa ideia lançada pelo governo de que as autarquias são despesistas para justificar cortes, não tem lá muito razão de ser. Na verdade, Vila do Conde tem obras inacabadas que nos foram atribuídas e, para as realizar,  necessita de dinheiro. Se o que o município realiza não chega, outra solução não resta senão recorrer à banca. Seria muito triste ver Vila do Conde parada por falta de verba, pela necessidade do governo se auto-financiar. Um governo que, sabe-se, gasta mais do que pode sem, no entanto, dar o exemplo quando exige mais e mais sacrifícios aos portugueses. Razão tem o presidente do PSD, Marques Mendes, quando referenciou a promessa do Pinóquio na revisão e diminuição das pensões milionárias dos administradores do Banco de Portugal, e que passado ano e meio, nada foi feito nesse sentido.

 

 

Dito isto, e a pensar no aumento previsto do IRS para o próximo ano em 2,5% e de mais 5% no Iva, dirijo-me à Urgência de Vila do Conde... Só posso conceber o seu fecho por alguém que apenas olha para números, em que os utentes da urgência apenas números são e, sendo estes números delineados sob um lápis bem afiado, devem ser literalmente apagados pela borracha macia de quem o empunha. Claro que as pessoas não são números, e que tal arrojo poderá ter um custo que se irá traduzir num péssimo serviço, para não falar em perdas de vidas humanas e dizerem que caí no exagero... Aquilo a que hoje em dia modernamente se chama de "danos colaterais", um azar pelo qual ninguém se responsabiliza e que, a jeitos de contabilidade de merceeiro, já estavam previstos.

 

 

Eu não acredito que a Urgência da vizinha Póvoa tenha capacidades para atender com a qualidade necessária os utentes de ambos os concelhos. A sobrelotação, as horas intermináveis de espera e médicos a trabalharem no limite das suas capacidades é o que se pode chamar um péssimo serviço público, um retrocesso temporal, o que é lamentável pois deveria ser precisamente o contrário.

 

 

Não admira, pois, que o camarada Pinóquio se pareça cada vez mais com um ditadorzeco de um qualquer país terceiro-mundista. Não há local onde agora se desloque que não seja acompanhado pela segurança pessoal, tal é a sede com que alguns corajosos ou desesperados fazem pontaria ao seu nariz...

 

 


publicado por siX às 22:58
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De mfc a 17 de Outubro de 2006 às 18:35
Acho que uma das coisas com que não se deve brincar é com a saúde...e este Governo, nesse ponto, está a exceder as marcas.


De Teresa a 17 de Outubro de 2006 às 19:20
enquanto esteve "ausente" coloquei um post que falava sobre o sistema de saúde cá na Vila. pois é, seria um dos 12000 utentes sem médico de família, isto se tivesse mudado para o centro de saúde de Vila do Conde. como mantive o do anterior local onde vivia, ainda tenho assistência...


De siX a 17 de Outubro de 2006 às 21:51
pois, teresa... infelizmente, sou um dos que pertence à estatística :-(


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo