Segunda-feira, 22 de Maio de 2006

objecto cardíaco recuperado...

 

 

da crise cardíaca...

 

 

 É do conhecimento geral: a providência cautelar interposta pela visada no rol de brejeirices intitulado «Couves e Alforrecas», Margarida Rebelo Pinto, à editora do Valter Hugo Mãe e o autor da horta com o objectivo da retirada do texto das bancas, não foi tida em conta pelo tribunal, que assim deu razão a estes.

 

 

 

 

 

E ainda bem para o Valter, que agora pode respirar de alívio. Esta decisão impede, para já, que Margarida Rebelo Pinto avance com o pedido de uma indemnização pecuniária que poderia atirar com a editora para a prateleira do esquecimento, o que seria de todo indesejável e até injusto para com os objetivos do Valter, que passam pela publicação de estreantes, uma linha de orientação rara e digna de aplauso...

 

E espero que seja mesmo a isso que a editora se dedique no futuro, e não caia na tentação da publicação de textos de qualidade dúbia que, pela polémica, só beneficiam a quem os escreveu.

 

Esta miscelânia de legumes, frases soltas fora do contexto original (livros), e que alteram a sua compreensão num exercício muito pouco intelectual são, de facto, humilhantes para a autora e nunca deveriam ter saído do blog de Mister George...

 

 


publicado por siX às 21:35
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De topas a 22 de Maio de 2006 às 23:40
mais um
http://topas.blogspot.com/


De siX a 23 de Maio de 2006 às 00:17
bem vindo, topas :)


De Alex a 23 de Maio de 2006 às 00:08
Não percebo bem o teu argumento. Então a MRP pode escrever um chorrilho de inanidades e copiar páginas inteiras de um livro para outro sem problemas, mas um texto que critica esta prática é "humilhante" e não deveria sair do blog? Quem é que humilha quem? É o crítica ou a autora?


De siX a 23 de Maio de 2006 às 00:16
eu não considero q tenha sido uma crítica, mas algo mais pessoal. Clicar na tag objecto cardiaco, q melhor entenderá a minha posição.


De Indignado a 31 de Outubro de 2006 às 19:20
Realmente, o João Pedro George, pseudo-critico, é da maior merda que há no País. Precisa colar-se aos autores famosos para se fazer notar, mas não se apercebe da podridão que essa atitude representa. Nem quero imaginar o que é que os alunos dele aprendem nas aulas: a venerar o professor por se achar o maior? É assim que ele estimula o seu ego gigante?
Pobre de espírito, é o que é.


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

blocked

. 3 seguidores

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo