Quinta-feira, 22 de Setembro de 2005

bridge over troubled water

 


É o assunto do momento: a nova proposta eleitoral da coligação PSD/PP «Sentir Vila do Conde» para a construção de uma ponte no lugar da Seca com ligação à praia de Azurara.


Todos sabemos que a coligação não tem sido frutífera em novas ideias para o futuro de Vila do Conde, como convinha a quem se propõe ocupar o lugar que Mário Almeida teima em não desocupar. Aliás, esta política do silêncio, tem obtido um surpreendente apoio por parte dos meus conterrâneos que, cansados de ouvir promessas que não passam do papel, optam por apoiar esta nova filosofia de sentir que mais vale nada dizer do que dizer asneiras...


E foi isso mesmo que se passou. A coligação estava a ir tão bem, a percorrer um caminho calmo e objectivo, quando um dia acorda e «Eureka», pasme-se, uma ideia... À imagem de um obtuso que pensa que Vila do Conde está à beira mas não na beira do mar, com todas as consequências que tal pensamento acarreta, resolve-se fazer-lhe a vontade e pimba: uma estrada mesmo ao lado da praia de Azurara é o que a cidade de Vila do Conde e seus habitantes precisam, assim como de uma ponte, ainda mal explicada e sem qualquer objectivo que não seja o de aumentar o fluxo de automóveis ligeiros e pesados para o interior da nossa vilinha, que de pacata já tem pouco mas é sinónimo de qualidade de vida... ainda.


Realmente, será uma enorme (r)evolução ver camiões pesados a circular pelo interior, bichas intermináveis provocadas pelo estreitamento recente das vias. Mas será que tal iniciativa peregrina tornaria os habitantes de Vila do Conde mais felizes?


Bem, esta interrogação e outras levaram-me a observar o pavilhão plantado no jardim da Av. Júlio Graça dedicado ao metro.


 


outdoors 001.jpg


 


É muito interessante esta fotografia, que podemos colocar mano-a-mano com o cartaz da coligação.


 


Outdoor.jpg


 


Vemos na primeira que a ideia do actual edil camarário passa por deslocar o trânsito para Este, aproveitando a ponte do antigo caminho-de-ferro. Pela fotografia, presume-se a construção de uma via de sentido duplo a par com a linha do metro, que passa pelo alargamento da ponte para que se processe o movimento de automóveis. Esta servirá para aproximar as freguesias mais isoladas (Retorta, Touguinha, Tougues, Junqueira,etc), promovendo o seu desenvolvimento, assim como o escoamento do trânsito da conturbada EN13 e a distribuição para outras localidades mais a norte. Parece-me ser, sem dúvida, uma medida inteligente e de futuro.


Na segunda fotografia, a ideia peregrina do Professor Santos Cruz passa pela construção de uma ponte toda estilizada que não serve nada nem ninguém, a não ser os que ali moram na zona da Seca. Não serve nenhuma freguesia, não promove o desenvolvimento (continuo a não querer pensar em Vila do Conde à beira, mas não na beira do mar), fere a paisagem, destrói a praia de Azurara. Será mais um veículo poluidor, sonoro e ambiental. O fluxo automóvel para o interior da cidade afectará todos os que cá vivem, da pior maneira.


É isto que tem para oferecer, caso vença as próximas autárquicas? É que aqueles por quem o Professor aspira um dia estar à altura, fazem precisamente o contrário: retiram os carros do interior das cidades, promovem os transportes públicos e comemoram alturas do ano sem automóveis, ou seja, procuram dar sentido ao que hoje em dia se chama Qualidade de Vida.


Estas são duas palavras as quais não costumamos atribuir grande significado porque estamos habituados a usufruir dela. Uns felizardos, é o que somos... O mesmo não se passa para quem procura Vila do Conde para passar férias ou descansar, a quem foge do bulício e do caos das grandes cidades.


Que decepção, caro Professor. Essa opção não é um tiro, mas sim uma morteirada no pé.


Quer uma ideia para aquela zona, ainda por cima de borla? É a seguinte. Pense que a actual marina, quando começar a atrair clientes, não terá grande espaço para no futuro albergar um número crescente de veleiros. Eu acredito que Vila do Conde, pelas suas características, será um pólo atractivo aos navegantes de todo o mundo. A opção passa por aumentar as instalações. E qual o melhor sítio para o fazer? Exactamente no lugar onde pensa construir a ponte. O local tem condições excepcionais para tal. Por essa razão é que essa zona não deve ser mexida, entende? Com o alargamento da marina, será natural a construção de hotéis, locais de diversão, bares e restaurantes, tudo devidamente planeado e sem cair no grotesco...


Olhe, poderá fazer a felicidade do seu colega Raposo...


 


publicado por siX às 20:38
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 23 de Setembro de 2005 às 12:46
O teu post deixou-me a pensar... Kafka
</a>
(mailto:franzKaf@gmail.com)


De Anónimo a 23 de Setembro de 2005 às 11:40
uma ponte de lego? essa é boa!

e isto do siX andar a dar (excelentes) ideias ao professor, corre o risco de dar perolas a porcos...Pio XXI
</a>
(mailto:xpto@mail.pt)


De Anónimo a 22 de Setembro de 2005 às 21:49
sIX para presidente ja!!! :)
A ideia da ponte junto a ponte do metro e a ideal. nao estraguem a marginal com camioes a circular e filas para desesperar.paulo sousa
</a>
(mailto:paulo.ricardo@iol.pt)


De Anónimo a 22 de Setembro de 2005 às 21:00
Brilhante ideia!!!... Este Sr é um iluminado por natureza!!!... Ele que faça uma ponte de lego em casa dele... E se deixe de palermices!!!... Por Amor de Deus... Quem lhe disse que era grande ideia?!?!?MACC
</a>
(mailto:macc79@gmail.com)


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos





      free hit counter
      Vila do Conde
      fases da lua
      Licença Creative Commons
      blog licenciado CC
      Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo