Quinta-feira, 29 de Setembro de 2005

cruz superstar

 


psd 004.jpg


Ontem à noite, a coligação «Sentir Vila do Conde» liderada pelo Professor Santos Cruz, disponibilizou-se para atender às dúvidas dos vilacondenses, numa sessão tipo pergunta-resposta, um pouco à imagem do que o Engº Mário Almeida ainda à pouco realizou no mesmo espaço.


Gostei em particular da entrega do programa eleitoral que a coligação disponibilizou no início da sessão. Se dúvidas haviam em relação a este pressuposto, elas dissiparam-se... Afinal, o Programa existe e até está disponível para download em formato PDF no site da candidatura (clicar aqui).


Resumindo, o Professor Santos Cruz não se dispersou muito no seu discurso e centrou-o naquela que é a sua bandeira eleitoral: a construção de uma ponte que une a Seca à zona circundante da praia de Azurara. Digo circundante, para não cair no erro de a chamar de Praia de Azurara.


Sendo eu um Azurarense orgulhoso de o ser, sempre olhei aquela zona como a Praia de Azurara, devido ao facto de em tempos idos se encontrar coberta de dunas que, efectivamente, faziam parte da praia. Hoje, infelizmente, não existem, motivadas pelas obras de engenharia assim como a destruição das dunas e consequente venda das areias. São hábitos antigos que prevalecem.


Só para dar mais um exemplo, nós, os Azurarenses, à margem do rio defronte à Capela de S. Sebastião, ainda hoje chamamos de “Maré”, devido a um fenómeno natural que ocorria naquela zona, ou seja, quando a maré enchia, as águas ocupavam os terrenos. Um espectáculo perdido...


Mas já me estou a dispersar...


O Professor entende que a construção de uma ponte nessa zona, em tudo irá beneficiar Vila do Conde. Não só conseguirá o fluir do trânsito na angustiante EN13 como permitirá a travessia pedonal para o outro lado. No seu raciocínio, tal permitirá o passeio através das praias por um passadiço de madeira ao longo da faixa litoral que faça a ligação a Labruge, que já possui um do género.


Aludiu ainda a casos análogos a Vila do Conde por essa Europa fora, e reforça a ideia das 3 pontes com o exemplo europeu. Quanto a mim, um mau exemplo no sentido em que as realidades conjunturais e estruturais são por demais evidentes.


O Professor pretende ainda criar infra-estruturas de lazer e parques de estacionamento em Azurara. Apreciei a atitude positiva sobre a realização dos trabalhos (um princípio, um meio e um fim) e surpreendeu-me negativamente a questão colocada relativamente à altura da ponte e a improbabilidade de uma embarcação de 23 mts de mastro pretender a sua entrada em Vila do Conde. Primeiro, porque nunca tivemos uma marina e desconhece-se o amanhã. Segundo, pela dualidade de critérios, ou seja, constroi-se primeiro e, se necessário, depois se pensa numa solução, o que me pareceu um contra-senso relativo à primeira, além de despesista! E despesismos...


Abordou-se o assunto do Rio Ave. Santos Cruz é da opinião de que as pessoas se devem aproximar do rio e serem elas próprias as guardiãs do mesmo, um pouco à imagem do extinto Guarda-Rios. Não sei como, mas está bem... Para a sua despoluição, prevê a concertação dos vários concelhos que se estendem pelas suas margens, para esse efeito .


A situação da ROM tinha que estar presente, e aqui o Professor não conseguiu ser claro. Não sei se foi porque não entendeu bem a pergunta que, confesso, também me deixou um pouco baralhado, mas dissertar sobre os direitos dos proprietários e concluir que a ROM legalmente não existe (é uma realidade, basta ir ao site do ICN), soube-me a pouco. Espero no próximo dia 1 uma melhor preparação do Professor relativamente ao debate proposto pelos Amigos do Mindelo, assim como ideias concretas para o seu futuro.


Falou-se de muito mais, mas não me vou alongar e tornar esta posta interminável.


Posso dizer que o Programa Eleitoral para o próximo mandato é, na realidade, muito bom e muito humano... A colocar em prática a quasi totalidade das ideias, Vila do Conde ficará sem dúvida uma cidade mais acolhedora.


Ah, e não me posso esquecer da promessa do Professor, caso vença as eleições, em demolir a actual ponte da doquinha, horrível, e substituí-la por uma réplica da antiga.


Boa a opinião de que devem ser os agentes camarários a controlar as obtusidades dos arquitectos, e não o contrário...


 


publicado por siX às 23:09
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Anónimo a 2 de Outubro de 2005 às 03:18
Oi...?!?! Construir uma ponte para a Azurada a partir da seca...Mas que barbaridade... E deitar abaixo obra nova para repor antiga!! Que desperdício. Que me perdoem os defensores da antiga ponte da doquinha que para mim foi protagonista dos meus infantis pesadelos de ir cair ao rio.
Despoluir o rio, quem querem enganar? A montante está o problema. Falta a política, a fiscalização e as multas para as fábricas que absorveram os dinheiros europeus em etar´s e agora não as utilizam. lembro-me bem das promessas na altura do primeiro ministro Soares afirmar que o Vale do Ave ia ficar novamente sem poluição...
Bolas... neste Santos é que o meu voto não vai rezar...:(Tools
(http://www.abrasar.blogspot.com)
(mailto:vm_santos@aeiou.pt)


De Anónimo a 1 de Outubro de 2005 às 11:29
bem, pio... na volta, o ideal era ninguém promoter coisa alguma, fechar a tasca e beber umas bejecas no Ramiro para esquecer...siX
</a>
(mailto:vileiro@gmail.com)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 20:15
siX, um programa, mais a mais da oposição que quer ser poder deve (tem) que propor a diferença! no limite e se existe um buraco finaceiro, até devia prometer nada!Pio XXI
</a>
(mailto:xpto@mail.pt)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 20:00
enfim, uma longa historia... quando a reserva foi criada nao existia ICN, nem nenhum dos seus antecessores... nao havia leis de conservação da natureza. apenas o regime florestal ligado ao ministerio da agricultura. e como as "capelinhas" em portugal nunca se entendem, esta foi uma das razoes para a rom estar no estado em que está... ou seja, o regime florestal mantem-se mas a area nao foi integrada na rede de areas protegidas gerida pelo icn. dai o facto de eles nao a referirem. entretanto o ministerio da agricultura baldou-se porque a universidade do porto baldou-se... basicamente todos se baldaram. depois de muito trabalho de bastidores conseguimos que a universidade se voltasse a interessar... acabando tudo por dar na criação do grupo de trabalho. um dia prometo escrever um livro sobre o assunto. :)bravosdomindelo
(http://www.amigosdomindelo.pt)
(mailto:bravosdomindelo@amigosdomindelo.pt)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 19:33
Não o sabia, Pedro, e ainda bem que assim é... não entendo então porque razão o ICN não a reconhece como tal, pelo menos uma referência... mas nada... siX
</a>
(mailto:vileiro@gmail.com)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 19:30
Caro Pio: cada programa eleitoral é feito de acordo com as necessidades de cada concelho, penso eu... o do Santos Cruz está muito bem feito e gostei do que li, tirando alguns pontos... a sua aplicação é que é outra história, não é?siX
</a>
(mailto:vileiro@gmail.com)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 15:35
é pena que o santos cruz nao clarifique a sua posição para a ROM, alem de ter mentido. a ROM legalmente existe, enquanto área criada ao abrigo do regime florestal em 1957, com o apoio expresso de todos os proprietarios. Isso mesmo confirmamos nós que obrigamos (por meio dos tribunais) o ministerio da agricultura a clarificar esta questao, tendo assumido que de facto ela ainda existe. embora o que agora é importante é saber que novo estatuto dar-lhe, já que o antigo de pouco serve. estando em cima da mesa a criação de uma "área de paisagem protegida", com uma proposta concreta da UP, qual a posição do Santos Cruz? iremos tentar saber isso amanha... aquilo que encontramos no programa eleitoral é tao vago e suspeito quanto o que encontramos no programa do PSD-CDS de Mindelo...bravosdomindelo
(http://www.amigosdomindelo.pt)
(mailto:bravosdomindelo@amigosdomindelo.pt)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 12:19
1- demolir a ponte da dóquinha e reconstruir a antiga? mas, porquê? mas ela já foi concluída, pra formularmos uma opinião? Estética? mas uma qualquer obra (até de arte) não discutível? ou já nos esquecemos que antiga pontinha tinha escadas de acesso que não permitia a utilização de deficientes? será também que nos esquecemos que ela não tinha laterais de protecção, existindo risco de queda ao rio?

2- Aproximar as populações do rio? Mas não é isto que está a acontecer com polis e a requalificação das zonas ribeirinhas? Mas que raio de realidade que o Professor não está a ver?

3- Observatório/monitorização da qualidade do meio ambiente? Mas não é isso que já existe (hoje) no “Ciência Viva”? será que o Professor desconhece que estes aspectos vão ser mais alargados com a agora inauguração da “Casa do Risco”? não sabe o que é?

4- ROM, onde estão as ideias e compromissos? Blá, blá, blá ….

5- e os euros pra promessas? Onde vai ele buscar? Mais dívidas? Mas não isso que ele critica?

6- água e saneamento a ser feito pela câmara? Não é isto “mais do mesmo”? Mas não foi isto que tivemos nestes 30 anos com os resultados que se vêem?

Sinceramente, acho a coligação e o Professor muito pobrezinho de ideias politicas pra quem quer governar a autarquia
Pio XXI
</a>
(mailto:xpto@mail.pt)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 10:15
para além da ponte, o que é que Santos Cruz propõe de diferente?

um programa eleitoral? nesta altura? Ó caro siX, basta fazer uma busca na net, para encontrar que em cada concelho deste Portugal quase todos os partidos já há muito tempo que apresentaram os seus programas... e estamos a falar seguramente mais de 1.000 programas...

Será, e para além da "ponte da Seca" e uma disparatada circular de Azurara, vê algo específico para VC? e como vai pagar as promessas? e como vai resolver o tão afamado endividamento? bla, bla, bla....Pio XXI
</a>
(mailto:xpto@mail.pt)


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos





      free hit counter
      Vila do Conde
      fases da lua
      Licença Creative Commons
      blog licenciado CC
      Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo