Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

diário QD - PBM

 

 

 

 

o que safa o Tio é Lavoisier

 

Motivado pelo burburinho criado a nível da blogosfera local, li atentamente a extensa entrevista dada pelo Pedro Brás Marques ao pechisbeque Terras do Ave. Como de costume, Pedro destaca a falta de saneamento e tratamento dos esgotos a nível concelhio, responsabilizando a Câmara por tal desaire. Tem razão, Pedro, quando assim fala. Trinta anos de incapacidade na resolução deste problema é algo de extraordinário, que só muito dificilmente se pode ignorar. Contudo, PBM também não aponta soluções. Só defeitos, porque de algo concreto para a resolução deste enigma, népias. Aliás, a solução já está à vista! Foi dada de mão beijada pelas Águas do Ave! Dizem eles que no verão de 2010 entrará em funcionamento a ETAR que tratará da merda criada pelas duas cidades.  

 

 

 

ser ou não ser

 

Todo o discurso do PBM está envolto em alguma demagogia. Alguns apontamentos são mesmo inacreditáveis, como a questão das estradas que ligam o concelho. Que pretende PBM, neste caso? Alargar as vias? Não me parece, quando tal implica indemnizações aos proprietários dos terrenos adjacentes, tão pouco me parece que consiga empurrar para os lados as casas que se encontram ao longo destas! As vias até que são boas, em asfalto e paralelo, de excelente visibilidade. Bem piores são as que ligam algumas das freguesias do concelho vizinho da Póvoa de Varzim, que mais parecem caminhos de cabras que estradas, o tal concelho que PBM gosta de apontar como modelar, o que não se entende muito bem, a não ser pela cor do partido. É sabido que a Câmara da PV vive dos dinheiros que o Casino proporciona, que muitos dos eventos culturais que por lá passam são patrocinados por esta instituição. O Casino é o rosto oculto que está por detrás de quase tudo quanto a câmara faz. A não ser assim, o cognominado “magala” não teria assento nem num escritório sombrio de contabilidade, a acreditar naquilo que os blogues vizinhos escrevinham sobre o lado obscuro de tal personagem e aqueles que o rodeiam.

Quando se está em desvantagem, a crítica pura envolta em véus de demagogia não chega para angariar votos. PBM terá que se esforçar mais, principalmente nos temas que são susceptíveis de criar mossa nas hostes socialistas.

 

 

públicos vícios, falsas virtudes

 

PBM critica também o facto de os socialistas ignorarem as suas propostas, tendo em conta que o que está em causa são os interesses vilacondenses e não os do partido dominante. É verdade. De à longa data que os dois principais partidos de Vila do Conde nutrem, um pelo outro, uma espécie de ódio de estimação muito parecida com a fanfarronice de determinados clubes futebolísticos. Ainda ontem assisti na SIC Notícias um frente a frente entre sete dos candidatos à Câmara de Lisboa e no final todos aplaudiram a ideia de que, fosse quem fosse o vencedor, todos trabalhariam em conjunto em prol do município. E são estes momentos únicos, de verdadeira hipocrisia política, que nos fazem sorrir.

Em Vila do Conde, o caso atinge proporções ainda mais graves devido ao facto de o confronto de ideias ser confundido com a afronta pessoal, não sendo raro acabarem na barra dos tribunais. Seria PBM diferente, caso vencesse as eleições? Quero acreditar que sim, nas suas palavras, que não possui interesses políticos excepto o de servir Vila do Conde.

 

 

o senhor que se segue, por favor

 

Quanto à questão do candidato à conquista da câmara, fiquei deveras surpreendido e não devia. Afinal, em política, tudo é mutável! PBM, que no momento da sua eleição, apresentou o Professor Santos Cruz como o candidato natural ao cadeirão da câmara, afirma agora que já não é bem assim. Só posso entender este recuo pela vontade expressa do Professor em não avançar, por razões que só a ele dizem respeito, e não da vontade do líder. Aliás, creio que o objectivo desta entrevista é esse mesmo, uma mensagem de que o partido está em plena evolução e remodelação dos seus quadros, pelo que será uma força a ter em conta nas eleições que rapidamente se avizinham. A ser assim, quem avançará com o rosto hipotético do candidato? Miguel Paiva? Não creio, visto estranhamente sequer pertencer aos órgãos locais do partido. Na minha perspectiva apenas vejo um, o próprio Pedro Brás Marques!

 

 

 

tags:

publicado por siX às 23:58
link do post | comentar | favorito
    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo