Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

poema último

 

 

 

 

Vila do Conde é uma terra de poetas, segundo dizem. Há, efectivamente, alguns por aí! Mas, na realidade, a maior parte não passam de uns meros escribas, mais preocupados em difundir a sua imagem através de métodos estéticos de gosto duvidoso do que propriamente pela qualidade da sua escrita, à qual falta o desespero e a intensidade, a capacidade de traduzir a profusão de sentimentos através do uso da palavra. Enfim, de um Calixto!

 

 

Mas, de entre todos, um se destaca e que eu aprecio. Uma pessoa verdadeiramente complexa que encontrou na expressão do poema o exorcismo dos demónios que invadem o seu íntimo, traduzido em paixões, ódios, amores e desamores, desespero e frustrações. Estou a falar de António Pedro Ribeiro, poeta, músico, revolucionário, um hobo por opção…

 

 

Ao ler a sua última publicação «Saloon», um poema atraiu a minha atenção. É difícil explicar. Posso-o fazer expondo uma situação pessoal que me acontece com alguma frequência quando visito um museu ou exposição. Há sempre trabalhos fantásticos, telas e esculturas fabulosas, trabalhadas com mestria e sensibilidade. No entanto, de entre o Todo, algo em particular me detém, espanta e preenche de forma incompreensível! Em suma, só o posso explicar como estando em presença da Arte.

 

 

O poema do Pedro teve este efeito em mim. Provocou-me o espanto pela simplicidade e força da palavra, e o riso pelo objecto tão comum ao ser humano. Afinal, quem nunca se sentiu assim? O difícil é exprimi-lo como…

 

 

 

POEMA ÚLTIMO

 

 

O meu cérebro

a fugir

pelo quarto.

 

 

E eu,

apavorado,

a correr

atrás dele.

 

 

 

 

tags:

publicado por siX às 13:03
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De seforis a 10 de Maio de 2007 às 17:20
Ao menos tem cérebro para correr atrás dele :-) Eu nem isso posso fazer :-) não tenho...


De siX a 10 de Maio de 2007 às 19:32
;-)


De antonio pedro ribeiro a 11 de Maio de 2007 às 22:39
obrigado.


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo