Terça-feira, 6 de Março de 2007

diário QD - botiquices

 

 

 

 

«...os Marroquinos não mereciam ter uma Urgência própria!».

 

Foi assim que o Boticário da Póvoa comentou aqui uma posta que nada tinha a ver com o tema, com o único propósito de me provocar. Tenho reparado que o caro polaco tem postado com frequência sobre o assunto, referenciando o resultado das negociações encetadas pelo Tio com o acólito socialista através de contornos nebulosos. Bem, nebulosos ou não, o certo é que até concordo com a posição do Tio, ao optar pela via negocial. Acho que esse é o caminho certo e a manifestação popular só deve ser alternativa quando esgotadas todas as hipóteses de negociação. Manter a Urgência a funcionar até às 24 horas, seguido de serviço ambulatório, não me parece mau de todo, sabendo o quanto irredutível tem sido Sócrates nas suas opções. Aliás, só há relativamente pouco tempo Vila do Conde possui uma Urgência com instalações que se podem considerar de boas e todo este processo agora desencadeado pelo governo é apenas um recuo no tempo, já que estávamos habituados a calcorrear os 3 quilómetros que nos separam da Póvoa.

 

 

Piores estão aqueles que têm de percorrer, não três mas sim trinta quilómetros para recorrer a uma urgência! Esses sim, é que são os verdadeiramente injustiçados pelas políticas economicistas do governo liderado por um Pinóquio que gosta de apontar a Europa como referência de modernidade, mas que nos empurra cada vez mais para um passado de triste memória.

 

 

No curto comentário do Boticário é óbvio que está inerente uma crítica algo dura para com o nosso Tio. E aí, eu não posso concordar com ele. Mário de Almeida pode não ser o melhor dos presidentes, mas também não é dos piores. Defeitos e virtudes, todos têm! Eu tenho, o Boticário também… Mas, lendo os blogs da vizinha Póvoa e a acreditar em que tudo quanto afirmam, então o problema aí é doentio… e as autárquicas não foram assim à tanto tempo, pois não? Na realidade, os polacos nunca primaram pela inteligência de opções, pelo que nem sequer têm que se queixar.

 

 

Já vivi na Póvoa e tive o desprazer de ter como vizinho o vosso petulante presidente, que frequentava a praia da Lagoa sem um queixume face ao mau cheiro dos esgotos que ali desembocavam. Quanto ao Aires, o vosso vice, conheço-o desde os tempos de liceu! Não era um tipo popular nem antipático, não era carne nem peixe. Era apenas… invisível! No entanto, chegou a vice daí e, ao que parece, tem-se dado bem, a acreditar nas histórias dos apartamentos, carros de alta gama e quintas apalaçadas em Ponte de Lima!

Creio que, em termos de mediocridade, estamos conversados.

 

 


publicado por siX às 22:36
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Peliteiro a 7 de Março de 2007 às 00:02
A seguir Vila do Conde perderá o Tribunal, depois a PSP e GNR, depois as escolas, depois... a anexação definitiva.
Caro amigo, ainda vais pagar o ordenado do teu ex-vizinho e do teu ex-colega de liceu!

:-)


De siX a 7 de Março de 2007 às 21:28
masi depressa te verei a pastorear ovelhas no gerês, q eu a pagar ordenados a tutus... ;-)... ah! gostaste do filme?


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo