Domingo, 28 de Janeiro de 2007

roteiro de todos os santos - Senhora da Guia

 

 

A Capela mais antiga de Vila do Conde é a da Senhora da Guia, protectora das gentes do mar e à qual o povo de Vila do Conde tem especial apego e devoção, e que é hoje dia dedicado à sua celebração. Erguida antes de 1059 (consta do Inventário de bens do Mosteiro de Guimarães, construído nesta data), a sua Confraria é das mais antigas, se não a mais antiga, da Diocese de Braga.

 

 

 

 

Fazendo um pouco de história sobre a figura da padroeira, em Portugal são numerosas as lendas que associam a água ao princípio feminino.

 

 

 

 

Era à «Senhora da Terra» que os navegantes encomendavam as suas almas quando partiam para o mar e faziam promessas de uma vela ofertar se não tivessem a água como a sua sepultura. Quando regressavam, cumpriam a sua promessa. Este tipo de culto esteve na origem da construção de capelas junto da mesma água que os trouxe (na costa, ou a alguns escassos quilómetros desta). Aí veneram a Imagem d'Aquela que suas vidas conservou.

Feitas padroeiras dos viajantes, muitas destas Senhoras passaram a ser chamadas de Senhora da Guia, por associação ao astro Vénus (herança romana), facilmente identificado pelo seu grande brilho. Popularmente, é também conhecido como Estrela da Manhã, já que o seu brilho anuncia o Sol, e da Tarde, altura em que deixa de se poder observar por se encontrar demasiado próximo do Sol, passando então a ser visto como estrela anunciadora da noite.

 

(vide Portugal de Luis Afonso)

 

 

A ermida assenta num maciço rochoso entre a foz do rio e o mar. Concerteza, seria bem diferente há mil anos.

 

 

 

 

O interior da Capela é muito bonito.

 

 

 

 

 

Os azulejos lindíssimos da capela-mor datam do Séc. XVIII, e os que ocupam a parede do lado sul representam o Espírito Santo sobre os Apóstolos,

 

 

 

 

 

 e a do Norte...

 

 

 

 

 

uma Nossa Senhora com o menino ao colo rodeada por um círculo de anjos. Na foto quase não se vê a caravela que navega num mar revolto, com uma cruz de Cristo na popa.

 

 

 

 

O tecto é fantástico e foi mercê de uma recuperação inacreditável, concerteza obra dos melhores artífices. Está de parabéns a autarquia. Mercê das chuvas e salitre do mar ao longo dos anos, muitos estudiosos da ermida julgavam irrecuperáveis as cenas bíblicas e figuras de santos que constam dos caixotões que apainelam o tecto. No entanto, o excelente trabalho de restauração resultou muito bom, como se pode ver nas figuras seguintes, o antes e o depois.

 

 

 

Fotog by Repórter Xis

 

 

 

 

Os meus favoritos são os seguintes. O primeiro, bastante enigmático, talvez com alguns elementos pagãos e obra de um autor desconhecido

 

 

 

 

 

 

e o seguinte, que representa a mesma cena constante nos azulejos da capela mor, onde é já visível a caravela com a cruz de Cristo sob o olhar proteccionista de Nossa Senhora.

 

 

 

 

Também José Régio apreciava a antiga ermida, que imortalizou neste poema simples e belo...

 

 

 

 

 


publicado por siX às 22:13
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De fvaz a 30 de Janeiro de 2007 às 03:36
Fabuloso!


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • passado

    adjectivos

    vileiros

    net.vil@condense

    outras.vil@s

    vizinhos

    ambiente

    mixórdias

    Setembro 2009

    Maio 2009

    Fevereiro 2009

    Janeiro 2009

    Dezembro 2008

    Dezembro 2007

    Novembro 2007

    Outubro 2007

    Setembro 2007

    Julho 2007

    Junho 2007

    Maio 2007

    Abril 2007

    Março 2007

    Fevereiro 2007

    Janeiro 2007

    Dezembro 2006

    Novembro 2006

    Outubro 2006

    Setembro 2006

    Agosto 2006

    Julho 2006

    Junho 2006

    Maio 2006

    Abril 2006

    Março 2006

    Janeiro 2006

    Dezembro 2005

    Novembro 2005

    Outubro 2005

    Setembro 2005

    Agosto 2005

    lataria e afins

    momento... único!

    o meu voto vai para...

    as verdades de medina car...

    estamos a passar uma cris...

    o mágico

    viu por aí?...

    uma mentira conveniente

    um farol às escuras II

    communiqué - um farol às ...

    todos ao molhe e fé em de...

    tags

    local(89)

    concertos(32)

    poem(28)

    diários QD(26)

    momentos vc(24)

    diários qd(23)

    politica nac(23)

    capas de susto(21)

    ?(18)

    rom(15)

    memoriasvc(9)

    calixto(8)

    blogs(7)

    correio dos leitores(7)

    mundial futebol(7)

    natal(6)

    todos os santos(6)

    divag(4)

    fcp(4)

    aborto(3)

    todas as tags

    subscrever feeds

    vileiros no limbo